Expedição Ticunas | Junho 2019 | Relatório completo

July 1, 2019

No dia 06 de junho de 2019 saímos mais uma vez de Manaus, capital do Amazonas, rumo ao interior do Estado e às profundezas da selva. Esta seria mais uma difícil viagem que enfrentaríamos: Uma equipe reduzida, recursos financeiros limitados e uma jornada árdua com horas de navegação de canoa para visitar as aldeias.

 

Anteriormente, uma equipe de médicos havia se prontificado a ir conosco à expedição realizar atendimentos, no entanto, não puderam comparecer, o que nos trouxe muitas preocupações pois o anúncio de que em nossa base (aldeia Nova Nínive) haveria médicos e medicamentos já havia se espalhado entre as aldeias e, no meio da floresta, não há comunicação de telefone/internet. As aldeias também são distantes entre si. 

 

No entanto, tínhamos a plena convicção de que o Senhor estaria conosco nos direcionando e seguimos em frente. Prontamente, em último instante, uma jovem farmacêutica se dispôs a ir, o que foi, a princípio, uma resposta de Deus e uma solução para que a distribuição de medicamentos pudesse ser feita entre os nativos conforme a necessidade clínica a ser diagnosticada. 

 

Saímos às 6:00hs do porto de Manaus em um barco expresso, chegando as 9:00hs da manhã do outro dia (07 de junho) em Santo Antônio do Içá, interior do Amazonas. 

 

 

 

De Santo Antônio do Içá, seguimos viagem para a Comunidade Indígena Vila de Betânia, um dos maiores complexos indígenas do Brasil, com população estimada em 5.000 índios. Foi nesta comunidade indígena que a Vale da Amazônia realizou um retiro espiritual na Igreja local, que impactou muitas vidas. 

 

A programação do retiro foi completa, abrangendo desde ministrações durante o dia e noite, até programações secundárias, como gincanas e refeições, e foi todo organizado pela Igreja local. Participaram em média 390 nativos e vimos, de fato, o poder de Deus se manifestando e constrangendo corações. 

 

Realizar um retiro em meio ao povo Ticuna é sempre muito tocante. A simplicidade e alegria do povo indígena fala muito ao nosso coração! Todos se envolvem e se doam por completo e sempre testemunhamos que, mesmo barreiras como o idioma (utilizamos sempre um intérprete Ticuna em nossas ministrações) podem ser vencidas pela palavra de Deus.

 

A Igreja local é linda e muito grande! Todos tem muito prazer e se mobilizam e trabalham para construir um templo de excelência. 

 

"Nas fotos que alguém tirou, existe uma em que estou no altar, abraçando um senhor de idade. Ele tem por volta de 65 anos e participou todos os dias do retiro. Ele ficava muito atento nas ministrações e sentava na primeira cadeira. Após ministrar sobre intimidade, o senhor subiu no altar (com dificuldade) e me puxou para perto, para ouvir o que ele tinha a dizer. Ele disse: - Durante muitos anos eu não entendi a palavra de Deus. Hoje eu entendo que sou filho de Deus. - Isso me quebrantou muito e serviu para eu ver o quão é importante pagarmos um preço e ir em lugares distantes pregar a palavra. No próximo ano talvez eu não encontre mais esse senhor, mas eu sei que ele teve uma experiência com Jesus!" - Conta a Pra. Neide Silva, vice-presidente da Vale da Amazônia. 

 

 

 

 

 

 

Esta também foi uma expedição evangelística. Saímos para visitar novas aldeias e sondar novos campos. De Betânia, subimos o Rio Içá e navegamos 5 horas de canoa para chegar na Comunidade Indígena Bela Vista. De Bela Vista, visitamos uma outra comunidade próxima, Vista Alegre, cerca de 30 minutos de viagem.

 

"Outra experiência marcante foi na comunidade Bela Vista. O cacique estava muito doente, já em estado terminal e fez uma oração pedindo para que Deus se revelasse para ele. Naquela mesma noite ele viu um homem (Jesus) entrando, e esse homem disse que ele seria curado naquele mesmo momento. Desde então este homem foi completamente curado e, através do seu testemunho, converteu toda sua tribo ao Senhor Jesus. Desde então, tem se mantido firme na fé. Agora, designamos um missionário, o missionário Valber, também ticuna, para iniciar os cultos na comunidade." - Conta a Pra. Neide Silva.

 

 

O trajeto, as viagens de canoa, são de fato a parte mais difícil. São horas navegando para chegar em determinadas tribos, expostos ao sol e à longa noite com frio excessivo. 

 

Após Betânia, viajamos para São Paulo de Olivença (18 horas de viagem de rabeta). Seguimos para a Comunidade Nova Vila, que fica no caminho, após cerca de 6 horas de viagem. Lá pudemos realizar alguns atendimentos e distribuição de medicamentos. Após, fomos para Santa Inês, 1 hora e 10 minutos de Nova Vila. Passamos a noite e tiramos o outro dia inteiro para visitas, então seguimos para nossa base missionária, Nova Nínive, 20 minutos de Santa Inês.

 

O objetivo de nossa ida à nossa base, Nova Nínive, foi conversar com a liderança, verificar o andamento da construção de um ambulatório para atendimentos médicos e acertar as datas para o curso de capacitação para pastores e líderes, que acontecerá em outubro deste ano. 

 

Retornamos para São Paulo de Olivença de canoa, descendo o rio. Chegamos 11hs da manhã. Esperamos até 00hs pelo barco que desceria para Manaus e embarcamos na madrugada de quarta/quinta. Navegamos quinta, sexta, e chegamos sábado pela manhã, as 11hs, em Manaus. 

 

 

 

 

 

 A expedição em si foi a mais desafiadora até agora. Navegamos de canoa mais do que todas as vezes! Mas mesmo com as privações de água, comida e banheiro, vemos ao fim que tudo compensa. Uma semente foi plantada e a cada viagem essa semente tem brotado e a transformação na vida deles é algo sobrenatural.

 

Encerramos este relatório com apenas uma certeza: Tudo é por meio dEle. Em Isaías 53:11 diz que "Ele verá o fruto do penoso trabalho da sua alma, e ficará satisfeito." Que o Senhor possa ficar satisfeito com a forma como temos desenvolvido a missão que Ele nos confiou e que Ele possa, de fato, nos proporcionar mais viagens para que continuemos a pregar o seu evangelho!

 

Estejam em oração por nós e continuem acompanhando esta obra. Somente juntos podemos realiza-la! Em breve, disponibilizaremos um vídeo contando mais sobre nossa última expedição e experiências. 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Expedição missionária | Tribos Ticuna 1.2018

February 28, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo